ASSUNTOS INCLUÍDOS NA PROIBIÇÃO DE LASHÓN HARÁ – PARTE 1

A fala depreciativa sobre uma pessoa abrange muitas áreas. Nos próximos posts, faremos um esboço de muitas delas, incluindo:

  • referências às ações dos ancestrais da pessoa ou às ações do seu passado.
  • referências aos mandamentos e proibições entre o homem e Hashém (Mitsvót Bêin Adam L’Makóm).
  • referências as mitsvót (“mandamentos”) e proibições entre o homem e seu próximo (Mitsvót Bêin Adam L‘Chaveirô).
  • referências aos traços de caráter de uma pessoa.

Mussar (ética e moral):

Hashem disse a Israel: ‘Meus filhos amados, estou Eu faltando em algo que preciso pedir-lhe para prover? E o que eu peço de vocês? Que vocês amem uns aos outros, que vocês respeitem uns aos outros e que vocês temam uns aos outros” (Tanna D’vei Eliyahu, cap. 28).

tzedakah

CABALÁ TWITTER: 050

 

Dedicatória do Tweet:

“Desejo muita saúde e felicidades reveladas para o rabino Avraham Chachamovits e família”.

Por MOSHÉ TZVI SOCOLIK

 


 

“Se você não sente vontade de descobrir por que você existe, e o propósito de sua vida, então você apenas está passando tempo, sem rumo.”

 


 

O QUE É LASHÓN HARÁ?

1. Falar de modo depreciativo sobre outra pessoa (Chafêts Chaím, Vol. I, 1:1; 5:1-2)

Torá proíbe falar de modo depreciativo sobre alguém

  • mesmo se nenhum dano é causado como resultado (Chafêts Chaím, Vol. I, 3-6)
  • mesmo se o falante tem certeza que nenhum dano resultará no futuro.

2. Fala que possa causar prejuízo para outra pessoa, ou sua propriedade, ou que possa causar-lhe dor ou a amedrontar (Chafêts Chaím, Vol. I, 3:6)

  • Fala que possa causar qualquer forma de dano monetário, dor ou constrangimento é proibida mesmo se não for depreciativa.
Comentário do Rabino Avraham: Vale ressaltar que o significa de dor aqui tem várias interpretações, desde a física até qualquer aspecto emocional. A questão da dor física é complexa, pois uma lashón hará pode causar com que eventos ocorram e até levem a atos perversos. Contudo, mesmo causar dor emocional por lashon hará é proibido. Note que a dor emocional tem um componente físico também, uma vez que o domínio emocional tem um aspecto abstrato/mental e um físico/biológico.

tzedakah

O QUE CONSTITUI LASHÓN HARÁ?

Formas de fala proibidas como Lashón Hará

“Muitas pessoas no Dia do Juízo serão mostradas uma lista de seus atos meritórios. Falhando em reconhecer alguns deles, eles dirão: ‘Nós nunca fizemos isso!’ A eles será dito que os feitos se realizaram através das pessoas que falaram de modo depreciativo sobre eles. De modo semelhante, quando aqueles que falaram mal de alguém descobrirem que atos bons realizados não foram contabilizados, eles ficarão pasmos e se perguntarão: o que foi feito deles? E a eles será explicado pela Corte Celestial: ‘Eles foram removidos de sua contabilidade espiritual e creditados na conta da pessoa sobre quem vocês falaram mal’. Adicionalmente, eles encontrarão registros de atos negativos que nunca cometeram de fato. Quando eles disserem, ‘Nós nunca fizemos isso!’, eles serão informados que estas ações foram debitadas deles, pois eles falaram mal de alguém” (Chovót HaLevavót, Sha’ar Hakniah 7).

tzedakah

 

ZIKA NEWS 1

Graças a D-us, o Rabino Avraham nos ilumina com mais estas revelações sobre o vírus do Zika recebidas hoje.

Equipe Beit Arizal

_______

Em geral, o vírus do זיקה  Zika causa vários tipos de inflamações, em Hebraico דלקת daléket, uma palavra com gematria atbash mais o kolel igual a 126. E este é o mesmo valor numérico do mispar musafi de זיקה. Agora, sobre as inflamações específicas causadas pelo Zika, vemos que o avgad reverso de דלקת המוח daléket ha-môach, “encefalite” mais 8 para o kolel de cada letra e um para o kolel da expressão é 469, este sendo a mesma guemátria albam de זיקה. Também dramático é o achado na guemátria de outra doença causas pela infecção do vírus do Zika: a mielite (ou mielite transversa), uma inflamação aguda da espinha dorsal. Em Hebraico, mielite é chamada de דלקת חוט השדרה dakélet hut shd’rah, “inflamação do fio da espinha”, que é uma expressão com guemátria ordinal 135, sendo este o mesmo valor numérico da guemátria ofanim de זיקה. Rabino Avraham Chachamovits.

tzedakah

CABALÁ TWITTER: 047

 

Dedicatória do Tweet:

“Que seja este novo ano de Libertação e Elevação Espiritual para Alex Souza Dantas, se D’us quiser”.

Por ALEX SOUZA DANTAS

 


 

“É impressionante como esta geração não sabe estudar. Falta foco, intensidade, e envolvimento. Nas questões espirituais, isto é ainda pior.”

 


 

NOVO LIVRO!

Pela Graça de D-us:

Com grande alegria informamos que o mais novo livro do Rabino Avraham Chachamovits acaba de ser publicado nos Estados Unidos.

Em tempo enviaremos informações para os interessados em adquirir esta extraordinária obra mística de Torá.

Mazal tov Rabino Avraham!

Equipe Beit Arizal

The Hidden Valley - Promo1

CABALÁ TWITTER: 045

 

Dedicatória do Tweet:

“Peço força espiritual para seguir o caminho de retificação da Torá para Ronald Serra filho de Carlos Augusto”.

Por RONALD SERRA ARAUJO

 


 

“O desejo Divino do Sagrado, abençoado seja Ele, se expressa através de vários poderes ilimitados.”

 


 

INTRODUÇÃO

O Chafêts Chaím

O grande sábio, o Rabino Israel Meir HaCohen Kagan, de abençoada santa memória, é comumente conhecido como o Chafêts Chaím, o nome de sua famosa obra sobre o “guardar da língua”. Ele nasceu em Zhetel, Polônia no dia 6 de Fevereiro de 1838. O maior legado do Chafêts Chaím foram os 21 sefarím (“livros santos”) que ele publicou. A sua primeira obra chamada de Chafêts Chaím (1873) foi sua tentativa inicial de organizar e clarificar as leis sobre a fala maldosa e fofocas. Este assunto vital na Torá é obviamente judaico. Contudo, vários rabinos no mundo concordam que os Noéticos (não judeus que desejam se alinhar a Torá) também devem seguir estas leis. Eu sou um deles, pois afinal a essência das Sete Leis dos Filhos de Nôach é promulgar a consciência sobre Hashem e criar um ambiente mundial harmônico. A lashón hará tem efeitos físico e espirituais devastadores para o homem e o mundo em geral. Portanto, uma sociedade digna e no caminho evolucionário real precisa aprender a romper com o vício danoso de falar mal de outrem e espalhar boatos. Esta é a missão deste material iluminado, com a ajuda do Céu, amém.

Rabino Avraham Chachamovits

 

Nota: Todo este material – com a exceção da introdução e de meus comentários – provém do livro Taharas Halashon do Rabino Ze’ev Greenwald.

tzedakah

ANIVERSÁRIO DO BEIT ARIZAL

Pela Graça de D-us:

    Esta semana, estamos celebrando 3 anos do site Beit Arizal, que foi inaugurado no Rosh Chodesh Nissan 5773 (data que cairá exatamente neste próximo Shabat). O site é o repositório gratuito e oficial do único mestre autêntico da Torá e Cabalá da língua portuguesa, o Rabino Avraham Chachamovits. Recentemente, atingimos a meta de 500 mil visitas no site de um total de 42 países. De modo expressivo, além do público brasileiro temos os seguintes países: Estados Unidos, Portugal, Japão, França, Reino Unido, Israel, Alemanha, Uruguay, Canada, Suíça e Itália. O acervo do site já conta com 362 vídeo e áudio-aulas (algumas duplas) e 131 aulas escritas, portanto 500 aulas generosamente oferecidas pelo Rabino Avraham. O site é exclusivamente mantido por doações das pessoas que reconhecem o valor inestimável desta obra singular. É vital contribuir para manter este site e a obra mística aqui contida, que ilumina Judeus e não Judeus há tantos anos. De fato, a Associação Beneficente Beit Arizal completa 10 anos de existência neste ano de 5776/2016. O site é “uma luz perante as nações” e precisa ser cuidado por todos com o mesmo amor e zelo que ele é oferecido. Como anunciado recentemente, pedimos também a ajuda de pessoas com conhecimento real de WordPress para reformular o nosso site. Participe desta oportunidade que trará grande mérito.

E neste terceiro aniversário do Beit Arizal, temos três presentes para os nosso público. Atentem aos posts nesta semana que trarão estas surpresas! Desejamos ao Rabino Avraham Chachamovits um grande Mazál Tóv e felicidades em mais um ano deste trabalho digno que faz apressar a vinda do único e verdadeiro Mashiach, em breve amém.

Equipe Beit Arizal

 

NÃO SEJA INGRATO!

“A importância de dar tzedakah é imensa! Uma pessoa que não faz isso é considerada uma ingrata, em Hebraico כפוי טובה k’fúi tovah. Quando ela age assim no mundo, Hashem oculta Sua face, uma metáfora para o diminuir de bênçãos, ou o ignorar dos pedidos dela. De fato, a guemátria atbash de כפוי טובה é 676, e este é o mesmo valor de ויסתר vayaster, ‘E ocultou’ (Shemot 3:6) e também de 26 multiplicado pelo valor do Tetragrama (YKVK, que tem guemátria 26). Ou seja, 26 ao quadrado é igual a 676. Portanto, disso vemos que Hashem ‘Se oculta’, por assim dizer, quando a pessoa caminha neste mundo e é ingrata, sem contribuir” (Rosh Chôdesh Shevát 5776, Rabino Avraham).