SEJA PURO!

E está escrito: תמים תהיה עם ה’ אלהיך Tamim tihye im Hashem Elokecha, “Seja puro/perfeito com o S-nhor teu D-us” (Devarim 18:13, Shofetim). A guemátria absoluta deste passúk/verso que é 1112. E vi que esta é a mesma guemátria do passúk ‘ונח מצא חן בעיני ה Ve-Noach matsa chen be’einei Hashem, “E Noé encontrou graça aos olhos de Hashem” (Bereshit 6:8). Mais ainda, o verso seguinte diz: נח איש צדיק תמים Noach ish tsadik tamim, “Noé foi um homem justo e puro etc.”. Agora, a guemátria avgad do verso citado (de Shofetim) é 421, a mesma da expressão לישועה L’yeshuah (“Para a salvação”). E eis meu entendimento: tendo sido um justo tám, Nôach encontrou a graça Divina que o salvou do mabúl/dilúvio, enquanto todos os outros seres humanos pereceram. Ter fé simples/pura – ser um tám – é algo que pode salvar qualquer um de seu “dilúvio pessoal”. Por sua vez, o tsadik ajuda a adoçar o dilúvio dos outros. Quando a pessoa vem ao tsadik b’tsedaka (interpretado como “dando uma tsedaca”), de guemátria 201, isso mitiga (“adoça”) os cinco estados de guevurah (corporificadas nas letras sofit/finais mém-nun-tsadik-pêi-chaf), sendo 201 x 5 = 1005, a guemátria de ish tsadik tamim. Talvez seja melhor compreendido assim: 1005 / 201 = 5. O justo pega a tsedaca e a “distribui” (divide) para adoçar as guevurot/severidades. Existe uma diferença entre ish tsadik e ish tsadik tamim, pois a guemátria do primeiro é 515, a mesma de yesharah (“reto”, ver o Ari”zal, Sefer HaLikutim, VaEtchanan), mas o atributo de tamim/puro confere um grau ainda superior ao tsadik. Deste modo, a completude do ser vem através da retidão com a pureza/simplicidade que honra e faz brilhar a tsélem Elokim/imagem Divina. E vemos que מי כה’ אלהינו המגביהי לשבת Mi ka’Hashem Elokeinu hamagbihi la’shavet, “Quem é como Hashem, o entronado no alto” (Tehilim 113:5) tem guemátria 1005.

tzedakah

FOGO TRANSFORMADOR

E como está escrito: “Devekut com Hashem é um dos 613 mandamentos. A pessoa precisa se unir com Hashem continuamente, com grande desejo, e com fagulhas de amor incandescentes. Não existe atributo maior do que este, pois todas as coisas estão incluídas nele. A dificuldade em alcançar devekut é diretamente proporcional ao seu grau de importância. Todas as coisas seguem depois das ações das pessoas, de acordo com os esforços feitos nos seus pensamentos, fala e ações, e como diariamente a pessoa se expande e melhora. A pessoa que se santifica em baixo, é santificada em cima por Hashem, até quando venha o tempo em que ela recebe um espírito de cima que a purifica e santifica. É uma obrigação de acordo com a sua habilidade fazer todos os esforços para cumprir de modo apropriado esta mitsvá em todos os momentos” (Rabi Eliezer Papo, Peleh Yoets, Dalet, Devekut). Agora, está escrito: והאש על המזבח תוקד בו Ve-haesh al-hamizbeach tukad-bo,  “E o fogo que está sobre o altar se conservará aceso” (Vayicra 6:5). E se considerarmos este passúk/verso sem o vav (que é a conjunção “e”) e o hêi (que é o artigo “o”) iniciais, percebi então que a sua guemátria é 981, a mesma de ואתם הדבקים ביהוה אלהיכם חיים כלכם היום Ve’atem ha’devekim baHashem Elokeichem chayim kulchem hayom, “E vós, que vos ligastes a YKVK, estais todos vivos hoje” (Devarim 4:4, Vaet’chanan) – possivelmente o verso mais emblemático da mitsvá de devekut na Torá. (Assim como o Devarim 10:20 e 13:5). Enfim, o fogo no altar é a paixão por Hashem que precisa queimar constantemente no coração do homem. Nada é mais transformador do que o devekut.

tzedakah