LASHÓN HARÁ SOBRE UM PALESTRANTE OU PROFESSOR

A pessoa não pode dizer sobre um palestrante ou professor (Chafêts Chaím, Vol. I, 2:2 e notas in loco):

  • “Não vale a pena ouvi-lo”.

  • Ele não sabe o que está falando.

  • Ele só fala porque gosta de se escutar

Muitas pessoas não são cuidadosas e caçoam do palestrante ou professor depois de escutar uma aula ou palestra. Eles não têm consciência de que:

  • Eles causam embaraço e aflição ao palestrante, professor etc., o que frequentemente causa perda financeira também.

  • Costumeiramente, estas pessoas cometem estas transgressões publicamente, só aumentando a gravidade de seus pecados.

  • Geralmente, a qualidade do palestrante depende do ouvinte e cada pessoa tem sua impressão baseada nos suas próprias necessidades.

  • Este tipo de denigrir usualmente inclui exagero e em geral, falsidade direta.

Comentário do Rabino Avraham: O santo Zohar explica (Raya Mehemna, 43a), que “Hashem preparou o Trono Celestial com as hierarquias angelicais para assim servi-Lo: os malachim, erêlim, seráfim, chayót, ofaním, hamshalím, êlim, elohím, bnêi elohím, íshim”. Se todos os anjos celestiais servem o Criador, que dirá os homens? Absolutamente, todos as criaturas e em todos os instantes são Seus súditos. Isso é verdade mesmo sem que entendam isso. Qualquer indivíduo ou coisa no universo pode ser um emissário de mensagens apropriadas aos ouvintes que assim necessitam ouvi-las e de ações determinadas a ocorrerem por juízo celestial. Portanto, nunca se deve debochar de nada e ninguém: a mensagem ouvida pode ser vital para a pessoa. De fato, até o Samech-Mem, o “Anjo do Mal” e a própria “má inclinação” do homem – ainda que se apresente como rebelde à vontade de Hashem – cumprem sim Seus desígnios (ver Zohar 163a, Terumah).

tzedakah

Um pensamento sobre “LASHÓN HARÁ SOBRE UM PALESTRANTE OU PROFESSOR

  1. Shalom estimado Mestre Rabino Avraham e amigos do site Beit Arizal.

    Realmente o costume de julgar um palestrante,professor e pessoas que falam em público é algo muito comum e sempre tem aqueles indivíduos que buscam achar só defeitos nos discursos dessas pessoas. Mas como o Sr. explica, cada pessoa nesse mundo é um servo de D-us e tem um propósito a cumprir aqui, mesmo que a pessoa viva em oposição as leis da Torá, então todos precisam ser respeitados como mensageiros dos Céus. É maravilhoso entender como tudo que existe serve ao Criador de uma forma ou de outra, até sem entender e sem ter a intenção, tudo serve à D-us.
    Agradeço à D-us e ao Sr por essas lições preciosas, tudo de bom a todos!

    Respeitosamente,
    Emerson

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s