4 pensamentos sobre “TETSAVÊ: “TSNIUT – A GLÓRIA DA FILHA DO REI”

  1. Shalom,

    Nessa aula o Mestre nos ensina que é preciso tsinut, modestia para se apresentar a Hashem.
    Quando um mandamento é tratado com leveza toda Tora é enfraquecida!
    Aonde existe a falta de recato é ausente a Sechina. Na prática isso rompe o fluxo de bençãos na casa e vida da pessoa.
    Tsinut preserva a vida da pessoa e sua casa.
    Um assunto muito sério trazido pelo Mestre.

  2. Shalom Rabino Avraham. Permita-me um breve comentário acerca da presente aula.

    O recato em se vestir está diretamente ligado à Presença Divina em nosso lar e por extensão no mundo em que vivemos. Vemos no Sefer Bereshit que, Hashem em sua infinita misericórdia e bondade, fez vestimentas apropriadas para Adam e Chava após a queda do homem. É impressionante como Hashem fez isso por amor ao homem, pois assim, mesmo na condição caída ele poderia ser abençoado por D-us, enfim pudesse existir mesmo.

    Assim vemos o quanto se deve ter cuidado no recato da vestimenta. Importante é salientar que a mulher prudente, recata no vestir, traz a presença Divina para o lar propiciando as condições para que este lar seja abençoado. De modo inverso, o não recato, pode trazer condições para o pecado bem como a influência externa em outras mulheres. Vale lembrar ainda que o excesso de concentração nas tarefas do lar que ocupam a mulher podem igualmente distanciá-la da proximidade com Hashem, que D-us não permita; assim também todos os que se engajam demais nos afazeres do teatro da vida podem se deixar distanciar da vida de Torá. O que é muito perigoso para nossa vida espiritual.
    Este é um humilde entendimento sobre esta aula tão importante de nosso Mestre.
    Agradeço a oportunidade por comentá-la e peço perdão por algum erro de escrita ou compreensão aqui exposto.

    Tudo de bom.

    Respeitosamente,
    Robson Cleber Garcia da Silva

  3. Shalom Rabino Avraham, desde já grato pela oportunidade eu peço permissão para postar breve comentário sobre esse Shiur.

    Graças à D’us o Rabino Avraham nos ensina algo extraordinário nesse Shiur, sobre as noções de recato que se iniciam na parashat, quando ao descrever as vestimentas do Cohen Gadol- os sacerdotes responsáveis pelos serviços à D’us, que cuidavam cuidar do tabernáculo na recepção e elevação das oferendas. Assim, nos ensina o Rabino que a Presença Divina só habita aonde há recato no vestir.

    Com isso somos lembrados de nossa responsabilidade, pois como não-judeus que buscam estudar Torá nós somos comparados ao Cohen Gadol “Um não-judeu que estuda Torá é comparável ao Cohen Gadol” Darósh Darásh p 89; essa afirmação por si só toda a responsabilidade de comportamento, humildade que alguém almeja ser um canal de bênçãos para o mundo, sempre buscando em D’us o adoçamentos das severidades do próximo. Essa responsabilidade espiritual deve refletir nas minhas vestimentas, pois as vestimentas são uma metáfora para a alma como sempre nos ensina o Rabino Avraham, não é apropriado revelar-se manchado, sujo, rasgado e sem recato: sinais de problemas da alma.

    Nesse sentido o Rabino sempre nos ensina a andar com os pés calçados, em não apresentar-se em trajes de banho diante de livros de Torá que, por sua vez, são como vestimentas da Torá aqui nesse mundo físico. Além disso, deve-se cumprir o dever de andar sempre coma cabeça coberta, isto é, com humildade e temor à D’us em todos os lugares.

    O Rabino enfatiza essas questões em relação às mulheres, cuja influência espiritual no mundo é diretamente ligada á Presença Divina. Portanto o recato no vestir feminino é de suma importância para manter o padrão de recato, isto é, diretamente, ao padrão moral da sociedade. No Shiur ͞Pintura de Guerra͟, o Rabino ensina sobre os perigos das influencias espirituais não-positivas nas mulheres, sobre como as ações morais delas possuem implicações diretas na ordem sociedade e do mundo. Em suma, vestir-se com recato é uma ação moral que condiz com as intenções da alma em se alinhar com Hashem.

    Tudo de Bom.

    Carlos Bengio

  4. Shalom estimado Rabino Avraham e amigos do Beit Arizal,

    Peço respeitosamente a licença de todos para comentar o presente shiur:

    Vivemos em tempos muito difíceis nas questões morais que entendo ser o resultado natural da grande falta de Torá nos lares. O Mestre mostra a importância do homem trazer Torá para sua casa, semeando uma mentalidade retificada em toda a sua família, prevenindo o secularismo de entrar no lar. Se até pessoas do povo santo de Israel sofrem tanto com as influências seculares, que dirá então as pessoas das outras nações que não tem Torá? Certamente é um desafio árduo trazer Torá para a casa, porém necessário para neutralizar em algum nível as forças do mal, que D-us permita.

    O Mestre então explica que de acordo com os Sábios da Torá, as mulheres se distraem mais facilmente devido ao envolvimento que elas precisam ter com suas tarefas mundanas, e o recato no vestir é fundamental para a prevenção das quedas da consciência que leva a pessoa a esquecer-se do Divino, D-us nos livre. Como é ensinado na série Zivuguim sobre os relacionamentos, a mulher precisa ser uma auxiliadora para que o homem se retifique, então o papel da mulher é fundamental, é ela que influencia fortemente na formação de seus filhos e sem recato seja no vestir, no falar, etc.; ela afetará negativamente seu lar contribuindo para o mal crescer no mundo, que D-us não permita.

    Assim o assunto de vestir-se com recato também é aplicável aos homens obviamente, e ele por sua vez precisa tomar grande cuidado para evitar as mulheres sem recato. Graças á D-us a influência do Mestre trouxe uma forte conscientização para que eu passasse a tomar mais cuidado para evitar as mulheres sem recato, não só a presença física delas, mas até mesmo na internet, nas redes sociais onde existem milhões de fotos de mulheres sem recato, D-us nos livre. Aqui trago a lembrança o shiur “Olho Vivo” do Mestre que mostra que o homem que quer temer á D-us precisa evitar fitar mulheres proibidas porque como ensina o Mestre os olhos tem uma ligação intrínseca com a alma. Que esse shiur me ajude a ter mais recato para me aproximar de Hashém a cada dia. Grato por tudo caro Mestre, tudo de bom!

    Respeitosamente, Emerson

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s