OR HOZER – CABALÁ E PSICOLOGIA 3

Vários assuntos são abordados sobre a necessidade da pessoa buscar se alinhar espiritualmente às leis de D’us. De fato, o ‘desalinhamento espiritual’, a saber, a transgressão, é a causa dos juízos divinos severos – os vários problemas da vida – que se manifestam também psicologicamente. Daí a importância do ganho de entendimento sobre as verdades divinas para viver uma vida equilibrada, onde D’us a tudo preenche. A aula prossegue com insights pertinentes sobre a manifestação psicológica da ansiedade, e a continuação na exposição do método deste curso, de como podemos lidar com ela de maneira positiva.

Através de várias definições sobre a ansiedade e suas causas e características, o Rabino Avraham Chachamovits elucida com precisão, como a pessoa pode cuidar para que a ansiedade não degenere o seu bem estar. Como a ansiedade é um medidor de estabilidade psicológica, o método da Torá busca não somente o mitigar desta tensão psicológica, mas sim, a sua verdadeira retificação – que é o equilíbrio do indivíduo. Afirma-se então que a sublimação da ansiedade tem correspondência direta na relação da pessoa com D’us. Pois a pessoa que tem amor e temor a D’us não tem ansiedade alguma, uma vez que ela reconhece que tudo é para o bem. Nesta aula profunda e inspirada, a qualidade de ‘inter-inclusão’ é explicada como uma força que promove o equilíbrio entre poderes criativos antagônicos. Isto significa que, todo sistema – incluindo o psicológico – que apresenta esta qualidade é considerado retificado. E as ações que provêm deste crescimento espiritual, ajudam a apressar a verdadeira Redenção do Mashiach, e que isso seja muito em breve amém.

tzedakah

10 pensamentos sobre “OR HOZER – CABALÁ E PSICOLOGIA 3

  1. Shalom, Rabino Avraham. Mais uma vez peço a oportunidade para expressar um humilde breve entendimento sobre a aula Or Hozer – Cabala e Psicologia 03.

    Nesta aula o Rabino Avraham traz a revelação importantíssima de que D-us está presente em absolutamente tudo que existe, pois Hashem cria e recria todas as coisas eternamente, Ele é o Eterno, Abençoado sempre! Ele está imerso em absolutamente tudo.

    O rabino explica que as letras da Torá compõem tudo o que existe no tempo, e a ordem dessas letras santas estão sempre mudando e formando todas as coisas. As ações das pessoas também estão interligadas na disposição que estas letras tomam para formar as palavras que vão criando tudo que existe. É fantástica essa revelação, pois o fato de D-us estar em tudo, assim minimamente compreendi, por si só, gera no coração provido de fé e confiança em Hashem, que tudo que existe é para o bem e está sob o comando de D-us que é perfeito em tudo! Aqui fica, em meu mínimo entendimento, a chave para combater a ansiedade é o assunto tratado nesta magnífica aula: confiança em Hashem. O rabino explica que a ansiedade é o termômetro da fé em D-us, pois a medida que a pessoa possui de aceitar as circunstâncias que a vida lhe apresenta, os problemas por assim dizer, significa que ela confia mais ou menos em Hashem.

    É citado na aula o verso de Provérbios do Rei Salomão: “ Se existe ansiedade no coração do homem, deixe ele suprimi-la e uma boa palavra a tornará em alegria” .

    Neste verso o rabino Avraham explica sobre as três fases que nele encontram-se para resolver a ansiedade: suprimir, ignorar e articular a ansiedade, que são termos correlatos em significado por assim dizer. A idéia de suprimir a ansiedade, compreendi que é a fase da submissão a D-us, da aceitação do problema, apequenando assim o ego que geralmente urgi para resolver a situação de modo rápido e não aceita que às vezes não se tem a solução imediata para o problema. A segunda fase, que é o ignorar a ansiedade, não significa procrastinar ou “varrer o problema para debaixo do tapete” como o rabino falou, mas sim não deixar que o problema o englobe ou até mesmo você se veja como o recipiente do problema, como definidor do problema, muito importante, para se poder cortar o aumento contínuo da ansiedade ou até mesmo pensar que não tem jeito “eu sou esse problema e está acabado”, vamos dizer assim. A terceira fase é articular, ou seja, falar sobre o problema com alguém, como o rabino cita: “falar com amigo, com seu mentor”, porque falar sobre o problema após aquietar mente e coração com a primeira e segunda fases, traz uma perspectiva mais serena e até a solução para resolver o problema. O rabino Avraham explica ainda, a inter-inclusão dessas fases uma na outra, como fora ensinado anteriormente em outras aulas sobre os atributos de Guevurá e Chessed que existem uma na outra para se ter o equilíbrio, trazendo a completude em tudo que D-us cria com sabedoria para o bem de todos.

    Mesmo nos momentos mais difíceis, como as quedas e oscilações da pessoa, D-us está ali presente e tudo é para o bem, e muitas vezes, as oscilações são oportunidades para o amadurecimento e crescimento espiritual da pessoa, sua retificação neste mundo, para que atinja o ponto de equilíbrio. Este é o meu mínimo entendimento sobre esta maravilhosa tão reveladora e prática acerca de como lidar com a ansiedade.

    Obrigado rabino Avraham por mais esta aula edificadora para nossa caminhada de equilíbrio e retificação.

    Que Hashem possa sempre trazer tudo de bom e doce ao Sr. e família.

    Respeitosamente,
    Robson Cleber Garcia da Silva

  2. Francisco Fernando Sousa, 4 de junho
    Shalom Rabino Avraham,

    Dando continuidade ao curso Or Hozer, vamos tentar humildemente fazer um resumo acerca de Or Hozer 03.
    Nosso assunto principal é a ansiedade. Afinal, a ansiedade mede nosso padrão de bem -estar psicológico. Aqui o Rabino Avraham lembra que D-us existe em absolutamente tudo que existe, o Nome de d’Ele preenche todo o universo.
    A Divindade se expressa no mundo através das letras hebraicas, como explica o Zohar, foi através das letras hebraicas que D-us criou e formou toda a criação. O S-nhor ao falar criou o universo, e o Salmo 119:89 está escrito: “Para sempre S-nhor Tua Palavra permanece firme no céu”. A Palavra de D-us é uma Palavra Eterna, ela não se desfaz, portanto tudo que foi criado, continua se criando e se recriando.

    No decorrer de nossa vida temos algumas oscilações de crescimento e queda espiritual, e elas são naturais porque nos permitem sentir crescimento, amadurecimento, mais perceptíveis nesse momento de transição espiritual. A moral da história aqui é: mesmo quando alguma coisa tem uma aparência negativa, ela também contém o desejo de D-us, então no fundo ele é positiva. Esse é um conceito judaico muito conhecido que pode ser resumido numa única frase: “Ganzu le tová” , “Tudo vem para o bem”. As respostas, oscilações da vida, representam um processo de purificação, da retirada do mal que nos aflige.

    O Rav ensina que todas as dificuldades que surgem na nossa vidas, devem ser encaradas de uma maneira sadia. Lidar com uma dificuldade de uma maneira sadia significa, não permitir que tal dificuldade nos envolva e assuma uma proporção superior ao nosso equilíbrio mental.
    Uma pessoa, cuja ansiedade determinou um desequilíbrio exagerado, certamente essa pessoa não está convivendo com a verdadeira realidade. Uma pessoa bem resolvida com a realidade, é uma pessoa temente a D-us, porque ela tem fé em D-us, ela sabe que tudo será provido e resolvido para ela e que ela não tem que se preocupar com nada, este é um conceito muito elevado que existe na espiritualidade, chama-se Bitachon : “vai dar tudo certo, entrega teu problema a D-us” , uma pessoa que é completamente ligada a D-us não sofre de ansiedade.

    Enfim o mestre traz um ensinamento numa frase muito importante “O crescimento espiritual depende de estabilidade psicológica, de bem estar psicológico”.
    Fico agradecido pela essa oportunidade de mais avanço nos estudos, ensinados pelo nosso estimado mestre Rabino Avraham.
    Tudo de bom,
    Francisco Fernando

  3. Shalom Rabino Avraham. Bom dia, gostaria da permissão do Sr. para expor pequeno entendimento sobre esta aula edificante.

    Logo após a meditação introdutória o mestre ressalta algo que não podemos esquecer que “D’us existe em absolutamente tudo que existe, seja naquilo que nós percebemos ou naquilo que nós não compreendemos. Mais ainda, que se não fosse assim nada poderia existir”. Desta forma reflito sobre a ansiedade negativa caudada pelo desalinhamento com as Leis do Criador, e que por outro lado quando adoçadas causam a possibilidade de aproximação com Ele, através da inversão da ansiedade negativa, e em tornando-a positiva é a ferramenta essencial que retifica todo o ser, e assim é despertado o desejo pelas coisas elevadas que existe naturalmente em toda criação.

    O Rabino nos traz para um mundo de possibilidades reais para quem busca equilíbrio emocional, psicológico e espiritual através do processo ternário do grande mestre Baal Shen Tov, onde as fases de subseção do ego, de separação do bem e do mal, tornam possível o adoçamento e assim levando o homem que deseja de fato encontrar respostas as perguntas mais intrigantes, mas que somente será possível através do equilíbrio que esta intrínseco em nós, porem precisa ser despertado.

    Que D-us permita a todos que tem a possibilidade de se conectar a esta fonte única em língua portuguesa, entender que isso também é providencia Divina e portanto não deve ser desperdiçada, tratada como superficial. Aqui somos ensinados que vivemos no mundo da ação, onde tudo é julgado e outorgado recompensa ou punição medida por medida.

    Obrigado rabino Avraham,

    Edson Bertoldo

  4. Shalom Rabino bom dia, peço permissão para comentar sobre esta aula extraordinária que nos ajudará na verdadeira confiança em Hashem.

    Nesta aula maravilhosa o Mestre trata o assunto de ansiedade por um viés diferente e profundo quando fala que essa característica é pura e simplesmente falta do que em hebraico se chama Bitachon ,confiança total em D’us, independente do que esteja acontecendo ou esperando acontecer. Ansiedade é uma característica que assola a maioria das pessoas no mundo e o exemplo disso que me veio a mente foi a recente liberação dos saques do FGTS pelo governo Federal gerando um grande movimento de pessoas e virando o assunto das ruas e a ansiedade das pessoas pela chegada do dia do saque. Outro exemplo são as entrevistas de emprego em que todas as pessoas apontam como defeito a ansiedade. Me lembrei também do dia do meu casamento em que esperava esse dia chegar e uma grande tensão ansiosa tomou conta a ponto de não conseguir dormir quando deveria estar tranqüilo. Não entrando na questão de ser fácil ou difícil trabalhar esse aspecto de adoçamento e confiança de que tudo vai dar certo, é necessário de fato andarmos em plena consonância com Hashem e ter dentro de nós a certeza de que tudo é para o bem e vai acontecer no momento em que devem acontecer. Outro ponto da aula de profunda importância para o aprendizado é quando nosso Mestre fala que uma pessoa ansiosa está desequilibrada, não no sentido pejorativo da palavra, mas no sentido de não estar alinhada com D’us e com sua Bitachon “ativada”; Aprendo aqui a não ser abalado com qualquer aspecto ou notícia, seja boa ou não boa, que me deixe ansioso e me cause desequilíbrio espiritual

    Agradeço ao Mestre sempre,

    Tudo de bom

    Carlos Henrique

  5. SHALOM ESTIMADO RABINO AVRAHAM E AMIGOS DO BEIT ARIZAL,

    Peço a licença do Rabino Avraham e dos amigos para comentar brevemente sobre o presente shiur:

    O Rabino Avraham traz o assunto da ansiedade explicando que isso é um reflexo dos temores não retificados que a pessoa tem. Entendo com isso que preciso buscar suprimir minha ansiedade anulando o meu ego, aceitando com confiança/bitachón em D-us que absolutamente tudo é para o bem, e assim vejo que os testes que se deparam em minha vida servem para que eu tenha a oportunidade de vencer a tentação de ser ansioso, procurando eliminar todos os temores não retificados que tenho para que eu aprenda a temer somente á D-us.

    Também aprecio muito neste shiur a lição espiritual sobre a importância indispensável de aprender servir á D-us nos momentos de aparente queda sem desistir de manter-me conectado á Ele, e assim buscar contrariar a tendência naturalmente não retificada de cair e poder sair da queda se D-us quiser mais forte do que antes dela, que D-us permita. Agradeço á D-us e ao Rabino Avraham por esses ensinos tão preciosos, Shalom e tudo de bom á todos.

    Respeitosamente, Emerson

  6. Shalom a todos,

    Nesta magnifica aula aprendi algo fundamental, D-us está em tudo!
    Também entendi que as letras em hebraico criam e recriam, por isso devemos ter cuidado com os nossos atos e a nossa fala para não nos identificarmos com uma doença ou característica negativa por exemplo.
    A questão do balanço e equilíbrio é o tema fundamental desta aula nos conta o Mestre.
    O Mestre revela que as oscilações na vida são comuns a todos e que devemos entender que com as quedas também há aprendizados necessários, mesmo algo aparentemente negativo também contém a Luz de D-us. No fundo tudo é para o bem. Absolutamente tudo é por vontade de D-us. Afirmo que esses ensinamentos de Torá mudaram a minha forma de enxergar as batalhas da vida, hoje graças a D-us procuro ver sob uma ótica positiva o que Hashem esta querendo de mim.
    O Rav nos diz que a ansiedade é reflexo de medos íntimos que a pessoa tem, medo que não consigamos lidar com o problema que nos assombra. A ansiedade retroalimenta nossa mente e cria outros problemas. Se observamos o mundo secular, este é um dos maiores males que aflige a sociedade em geral.

    Foi dito que uma pessoa que está ansiosa está desequilibrada. Uma pessoa que é completamente temente a D-us não sofre de ansiedade, ela confia absolutamente que tudo será para o bem. Quando nos rebelamos ao que acontece conosco cometemos um ato equivalente a idolatrias. ” o crescimento espiritual depende de estabilidade psicológica, de bem-estar psicológico” afirma o Rav.

    Por fim me lembrei de um e-mail o qual o S.r. tratou deste tema comigo e me fez observar tudo sob uma nova forma e ficar mais tranquilo Baruch Hashem
    Tudo de bom
    Thiago

  7. Shalom Mestre Rabino Avraham.
    Bom dia!!!
    Em sequencia ao curso Or Hozer, humildemente peço aqui permissão do Sr. para expor meu minimo entendimento acerca desta aula impactante em minha vida.
    O principal assunto no meu mínimo entendimento é acerca da ansiedade e talvez seja ela um pilares dos parâmetros de um bem -estar psicológico.
    Nosso Mestre o Rabino Avraham esclarece que D-us existe em absolutamente tudo ou seja o eterno abençoado seja, preenche todo o universo. e tudo que existe, seja naquilo que nós nesta realidade de mundo aqui percebemos ou naquilo que nós não atingimos a clareza de compreensão.
    Fico maravilhado mediante ao ensino que o Rabino traz para um universo de novas oportunidades reais para quem está na busca equilíbrio emocional, psicológico e espiritual bem como a compreensão das fases de subseção do ego, de separação do bem e do mal,a possibilidade do adoçamento e assim levar o homem que deseja de fato encontrar respostas as perguntas mais intrigantes para uma nova realidade de consciência, e vida enfim um real encontro com Hashém.
    Meu mínimo comentário
    Tudo de bom
    Fabricio

  8. Shalom Rabino Avraham e aos demais Srs., eu peço permissão para postar breve comentário sobre a aula.

    O Rabino nos ensina, graças à D’us, algo extraordinário nessa aula, a respeito dos Atributos Divinos que em um estágio de caos e imaturidade não estavam harmonizados entre si. Por esse motivo a falta de integração se caracteriza pela ausência de Interinclusão, o que significa que ao invés da harmonia o que prevalece é o repelir dessas forças entre si. De mesmo modo, no nível da realidade psíquica, a imaturidade psicológica se configura pelo Egotismo, isto é, a deformidade dos traços de caráter aonde apenas alguns traços são supervalorizados, por exemplo, a racionalidade, em detrimento da vida intuitiva: algo tão comum na sociedade secular. Ou seja, é impossível descrever os processos profundos do desenvolvimento humano sem reconhecer a realidade dessa força integradora que é D’us, e está presente em tudo! Também por essa aula do Rabino, fica evidente que o ser humano possui uma essência mesmo inapreensível pelas visões seculares e acadêmicas: de que há aspectos da alma que precisam ser corretamente investidos no corpo e harmonizados (amadurecidos), quer dizer, não é possível compreender verdadeiramente todas essas dimensões usando apenas os racionalismos desprovidos da origem vital do ser humano: sua conexão com D’us.

    Tudo de Bom!

    Carlos Bengio.

  9. Saudações, Rabino Avraham,
    Peço permissão para o registro do pouco que consegui captar deste shiur.
    O mestre começa nos afirmando que D ús está absolutamente em tudo e que todas as coisas são fruto da constante e incessante emanação de D´us, de sorte que quando cometemos transgressões às leis divinas, o que fazemos e torcer este fluxo de emanação, nos desalinhamos dele e a consequência é uma inversão que reflete sobre nós como juízos severos.
    Para a minha estreiteza de visão, estas palavras do mestre provocaram uma agitação na mente e me trouxeram uma visão que me emocionou. Em diversos outras aulas, o mestre já nos trouxera a noção de que D´us criou todas as coisas e está em todas as coisas, que D´us é UM e que toda a criação com ele compõe uma unidade. Mas quando o mestre fala, nesta aula, que, mesmo quando subvertemos as coisas, transformando verdade em falsidade, ou beleza em cinzas, é D´us que está lá, quer na verdade, quer na falsidade que geramos, quer na beleza, quer nas cinzas que criamos, isso fez surgir em mim a ideia que eu vou expressar desta forma: não importa qual a operação que você faça, o resultado sempre será D´us, pois tudo vem de D´us e a D´us retornará.
    D´us criou todas as coisas e todas as coisas são D´us, que permitiu que estas parcelas de sí mesmo tivessem existência própria, ao ponto de parecer que existem autonomamente. Não obstante, tudo que existe é D´us e em unidade com Ele sempre estará. A questão é o quanto percebemos essa unidade ou o quanto nos aceitamos viver nela. Eu posso querer me afastar de D´us, posso querer fazer as coisas sem considerar D´us ou seus desígnios. Posso criar em mim a ilusão de que faço as coisas da forma que quero, como se a vontade de D´us não existisse. Mas isso será apenas ilusão, porque não importa o que eu faça, as consequências que disso advirão serão sempre de forma a levar o meu retorno a D´us. Eu só conseguirei tornar este retorno mais fácil ou mais difícil, mas doce ou mais amargo, mas será sempre D´us o consequente, porque nada posso gerar ou transformar no universo que não seja D´us e que com ele componha unidade.
    D´us, assim, pode ser visto não apenas como estando em todas as coisas, mas a razão de ligação entre a causa e o consequente. Simplesmente porque D´us é unidade e para que esta unidade se perfaça todo o tempo é que meus atos atraem um consequente. Se consagro a vontade de D´us com meus atos, a unidade está mantida. Se transgrido e atuo contrariamente a esta unidade, então o consequente de retificação me é imposto, para que a unidade de D´us se perfaça, de sorte que a unidade de D´us será uma constante, apenas os efeitos que colho em decorrência de minhas ações é que são diferentes. Posso acompanhar o fluxo por minhas próprias ações ou posso ser arrastado por ele.
    Mas o mestre nos mostra, ainda, que exatamente porque é D´us que está presente atuando tanto mesmo nos juízos severos que enfrentamos em decorrência de nossas ações, então, ainda aí, por mais que possamos perceber isto de forma negativa, o bem que se consagra. Portanto, tudo é para o bem.
    Essa noção é fundamental para lidar com a ansiedade, porque ela nutre-nos de fé e a fé, nos ensina o Rabino, nos permite suprimir a ansiedade. Pois se eu sei que tudo é D´us no comando, que eu posso até não ver como esses problemas todos que me cercam podem ser resolvidos, posso não ver com eu posso conseguir superar os obstáculos, mas se tenho consciência que é D´us quem está no controle de tudo, então eu posso deixar de lado a ansiedade e apenas confiar em D´us. Esta confiança depositada em D´us me ajuda construir a primeira etapa do método de resolver a ansiedade, o da submissão, porque eu reconheço a minha pequenez perante o problema e coloco toda a minha esperança em D´us. Eu me submeto inteiramente a Ele.
    Por fim, me seja permitido também dizer da minha gratidão porque os ensinamentos que o Senhor nos dá são joias que nos toca profundamente.
    Shalom

  10. OR HOZER – CABALÁ E PSICOLOGIA 3
    Boa noite Sr. Rabino Avranham, gostaria de expressar em algumas palavras um breve comentário sobre esta aula que ilumina muito a nossa mente.

    Nos é ensinado para nós através do mestre que nos ensina que em absolutamente tudo D’us está presente, muitas pessoas não conhecem a grandeza de D’us e acabam ignorando esse tipo de assunto até porque muitos não estão interessados em querer saber de D’us e absorver a sua sabedoria e as Suas Leis.

    Em um outro ponto da aula o mestre trata o assunto da ansiedade que aparece nas pessoas devido ao reflexo do nosso medo em lidar com problemas da vida que nos assolam e que causam tensão e pressão na vida do homem.

    O problema da ansiedade que é tratado aqui nessa aula é que muitos não tem fé em D’us e está em desequilíbrio onde a pessoa não está ligada com D’us, pois uma pessoa que teme a D’us e tem fé em D’us ela deveria entregar os seus problemas para D’us e parar de se preocupar com os problemas da vida.

    Pois através de uma boa palavra de acordo com o sábio Salomão pode acalmar o coração da sua ansiedade e através disso buscar ter uma vida de equilíbrio em relação com D’us.

    Agradeço mais uma vez pelo tempo e atenção e pelas orientações. Amém
    Shalom e tudo de bom.
    Neemias Barreto

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s