SHELACH 1 & 2

AULA 1 – PALAVRAS CHAVES: Parashá Shelach 5769 (15-06-2009) relações ilícitas, abominações, corrupção moral, homossexualismo, afronta a D-us, perversão da consciência, sítra áchra/lado do mal, difusão do mal no mundo, falta de fé, vitória por meios naturais, tempos atuais, milagres, fé.

AULA 2 – PALAVRAS CHAVES: Parashá Shelach 5770 (31-05-2010), o “pecado dos espiões”, as mitsvót desta parashá, questão sobre o nome desta parashá, o nome de uma entidade é o reflexo de sua essência, o relatório dos espiões (Bamidbar 13:28), a conclusão do relatório (verso 31), a promessa de Hashem para o povo entra na Terra Santa, vitória natural ou supernatural, não se depende de milagres, o ordenamento de Hashem pressupõe que a pessoa poderá cumpri-lo, a realidade superficial e “apressada”, o mundo é a desculpa para não se cumprir o desejo de Hashem, justificações para a desconexão com Hashem: tudo pode ser usado como desculpas, a crença exclusiva no meio natural: da vitória por méritos próprios, falta de autoestima e ignorância espiritual, a promulgação da consciência sobre o Divino depende dos homens, a pessoa sem fé e o divórcio da possibilidade dos milagres, a real opção da fé transcendem o grau racional/natural, os meios naturais são Hashem Ele mesmo, em guemátria Elokim = HaTeva/A Natureza, só o orgulho separa a pessoa de Hashem, a perda da chance de uma vida excepcional através da Providência Divina, o limite da falta de fé impede o alcance dos potenciais, o erro dos espiões: “Eu não sou capaz…”, a infantilização espiritual, o treino de ideais que bloqueiam a fé, a ascensão de vida depende do equílibrio entre o material e o espiritual, a necessidade de nossos esforços diante do entendimento de que tudo vem de Hashem.

tzedakah

6 pensamentos sobre “SHELACH 1 & 2

  1. Shalom rabino Avraham e frequentadores deste repositório de obras de Torá.

    Mais uma vez o rabino Avraham causa espanto ao revelar assuntos que causaram a extinção da humanidade de forma a trazer para nossos dias como o verso do livro de Beresht que é dito o seguinte “e viu o Eterno que era grande a maldade do homem na terra, e que todo o impulso dos pensamentos do seu coração era exclusivamente mau todo o dia” e por isso D-us infligiu o dilúvio sobre a terra para que toda a corrupção fosse então aniquilada.

    Em nossos dias podemos observar que a perversidade oriunda das transgressões imorais do homem, relações ilícitas, roubos etc., levam este mundo novamente a beira do caos, então mais uma vez a terra sofrerá grandes mudanças onde todo o pecado será expurgado, os ímpios aniquilados, então a paz novamente reinará com a vinda do único e verdadeiro Mashiach. Se D-us quiser em breve.

    Compreendo que não temos muito tempo, as pessoas ligadas a Torá juntamente com os filhos de Israel, devem apressar em suas retificações a través do estudo de Torá e praticas de caridade/bondade gratuita, rezar para que Heshem permita superar os obstáculos que antecedem esta nova era, e assim será a porção destes no mundo vindouro.

    Muito obrigado por mais esta oportunidade aqui mestre.
    Edson Bertoldo

  2. Shalom rabino Avraham, gostaria expor algumas linhas sobre o estudo desta semana, aula 2.

    Compreendo sob as explicações do rabino Avraham, que no pecado dos espiões enviados por Moshé para observar a Terra Santa, a conclusão da maioria deles foi decisória para o Bnei Israel permanecer por longos anos no deserto. Entendo que ao não confiarem plenamente na promessa de Hashem (pois se atemorizaram), distorceram os fatos colocando-os em si próprios a impossibilidade de vencer os habitantes daquela terra. Em algum nível estes eventos acontecem nos dias atuais, busco compreender as dificuldades que muitos são afligido ao inculcar que não conseguem manter uma vida reta e permeada com estudos da Torá, o que acabam não tendo coragem de persistir e ultrapassar a barreira de acreditar que existe um poder superior que o ajudará.

    Aqui aprendo que: “se o homem busca o caminho de D-us ele é ajudado pelo alto”, como ensina o Mestre, “tudo vem de D-us, e Sua Glória preenche toda a terra”. Então reflito sobre os dias de turbulência e entendo que dar ênfase ao desânimo é dar força ao lado do mal. Sendo assim, somente as orações e Salmos conseguem combater os inimigos, que vêem como gigantes tentar amedrontar/atemorizar, e assim bloquear nosso progresso (que D-us não permita). Portanto não pode haver leniência com o serviço ao Divino, é preciso buscar o melhor, com rigor e determinação para servir a D-us com alegria. E assim certamente somos vitalizados, e ganhamos força para vencer às investidas do mal.

    Meu sempre muito obrigado pela oportunidade.
    Edson Bertoldo

  3. Shalom, mestre

    Seja-me permitido lançar esta pequena reflexão sobre o shiur desta semana, Shelach.

    O mestre nos ensina que o mal não se limita a produzir seus efeitos negativos na pessoa que a ele se entrega. Há desdobramentos porque a prática do mal contamina o contexto sócio-cultural. Agride, corrompe. Contribui para a formação de concepções de que o mal não é mal, mas o bem. E isto é um grande perigo.

    É importante, portanto, colocar o mal no seu lugar. Chamar o mal de mal e combatê-lo, sempre.

    Pois, como diz o mestre, os olhos vêem, o coração deseja e as mãos agem.

    O mal exposto no mundo estimulo os impulsos perversos da yetzar hará em cada um de nós. Então, é preciso combater.

    Hoje, convivemos com as políticas de gênero que querem impor às nossas crianças balizamentos que afastem uma orientação moral sadia e de margem aos seus desvios sexuais.

    Lia um dia desses sobre grupos que pretendem alterar a tipificação criminal de abuso sexual infantil para limitar apenas aos casos de violência, porque, segundo argumentam estes sujeitos, se não houver violência psicológica ou física, uma coação, uma imposição para a prática do ato, então não se poderia falar de abuso porque alí só se teria um ato de amor e não haveria porque discriminar este ato de amor porque estabelecido entre um adulto e uma criança.

    Então é preciso combater com força o mal e não permitir sua permanência e crescimento na sociedade.

    Shalom

  4. Shalom estimado Rabino Avraham e amigos do Beit Arizal,

    Peço a licença do Rabino Avraham e dos amigos para expressar um breve e limitado entendimento que me veio ao escutar o primeiro shiur do áudio acima:

    Percebo que hoje muitas pessoas que até a alguns anos atrás viam o homossexualismo com grande aversão já o encaram como algo inofensivo, pois a agenda oculta do lado negativo trabalha para convencer as pessoas a serem cada dia mais lenientes para elas trocarem de opiniões assim como elas trocam de roupas, carro, modas, etc.; de modo que essas pessoas aceitem novas heresias como “verdades” já que elas desconhecem a verdade absoluta da Torá.

    Graças á D-us aprendo com o Rabino Avraham que ao me conectar com as verdades da Torá, não posso viver mais de acordo com minhas opiniões que são um grau muito baixo do intelecto humano como é explicado nesta e em muitas aulas do Rabino Avraham e assim preciso crescer na coragem para defender a verdade absoluta da Torá mesmo que isso incomode a cultura secular anti – D-us e anti – Torá. Obrigado caro Mestre por trazer palavras tão importantes para esses dias tão difíceis, Shalom!

    Respeitosamente, Emerson

  5. Shalom Rav Avraham. Peço oportunidade para expressar um breve comentário sobre estas aulas.

    Assim como o local que Hashem ordenou a Moshé para conquistar a Terra Prometida, era um lugar de muita fartura porém habitada por um povo forte e que seria um obstáculo, onde apenas dois espias dos doze que foram enviados, não se limitaram as dificuldades encontradas, mas encorajaram os israelitas, entendo que hoje, o mundo que será retificado se D-us quiser, é um campo de batalha duro para aqueles que se posicionam pelo lado de Hashem, pelo lado do bem.

    Atualmente o que se vê é a imoralidade chegando a um ponto tão alto de perversão, que até as legislações das nações estão dando brechas para que o que era outrora visto como negativo se torne apenas uma opção legalizada.

    Diante desse panorama, estamos diante de uma ordem de Hashem que é sermos Luz para o mundo. Devemos ter coragem e obediência a D-us, nos posicionando através de nossas ações, seguindo verdadeiramente o que aprendemos conforme a Torá, abrindo um caminho para a era da Redenção Final, a última promessa, que é a vinda do único e verdadeiro Mashiach, e que isto seja muito em breve, ainda em nossos dias, Amém.

    Agradeço ao Rav Avraham mais uma vez por ser nossa Luz diante de dias tão escuros sob o qual o mundo está imerso atualmente.

    Respeitosamente,
    Robson Cleber Garcia da Silva

  6. Shalom caro Rabino Avraham e amigos do Beit Arizal,

    Peço a licença do Rabino Avraham para expressar um breve entendimento com a ajuda dos Céus sobre a aula 2 do áudio acima:

    Entendo que esta é uma grande aula sobre auto estima. O Rabino Avraham fala sobre o erro básico das pessoas sem fé, ou seja, elas enxergam os meios naturais como divorciados de D-us e hoje o mundo secular por meio das forças negativas busca inculcar no espírito das pessoas de que elas precisam depender somente de seus próprios esforços para conseguir tudo o que elas precisam para suas vidas, como se D-us não existisse, fortalecendo o espírito ateísta no mundo, D-us nos livre.

    Graças á D-us temos acesso as obras do Rabino Avraham que mostra que os meios naturais são Hashém Ele mesmo, e que tudo nesta vida exige esforços, por isso a retificação do caráter é algo que não vem automaticamente, todo dia é uma nova batalha contra minha má inclinação e o mal externo á mim, sendo esse um serviço que demanda muita disciplina e fé, que D-us permita. Assim preciso acreditar que é perfeitamente possível cumprir todos os mandamentos de D-us e viver pelo milagre da fé a cada dia e jamais dar desculpas para se esquivar desta tremenda responsabilidade espiritual. Shalom e tudo de bom á todos.

    Respeitosamente,
    Emerson

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s