MISHPATIM

PALAVRAS CHAVES: A “tecnologia do oculto”, bruxas, feiticeiros, mágicos e em geral pessoas que lidam com o chamado kishúf, contradição do shamayim, influência do espiritual no físico, leis naturais vigentes no mundo, bênção para cada coisa que existe e os agentes de D-us que garantem esta função, tentativa de subversão das leis naturais, corrupção temporária das leis, insistência dos decretos de abençoar, misturas inapropriadas (“ta’aruvót), cruzamentos/híbridos indevidos/estranhos de espécies pelas leis espirituais (como a mula), kelayím (“misturas”), shátnez (“a proibição de misturar lã e linho”) para os judeus, proibição da carne e leite, esta “tecnologia do oculto” ergue temporariamente um poder da sítra áchra, contradizendo a lei espiritual, a proibição destes assuntos é relacionada à proteção de Hashem para nós mesmos, “o feitiço vira contra o feiticeiro”.

 tzedakah

3 pensamentos sobre “MISHPATIM

  1. Peço ao Rabi Avraham a permissão para tecer um humilde entendimento acerca dessa aula.

    Mais uma vez o Rabi Avraham nos mostra o lado profundo por trás de tantas coisas que existem neste mundo. Desta vez sobre o verso da Torá que diz, que “não se deve permitir que a bruxa sobreviva”, da Parashá Mishpatim.

    É trazido pelo Mestre que, tudo que existe no mundo físico em baixo, espelha uma realidade nos Céus, em cima, e vice-versa. Ou seja, há sempre uma correlação das ações aqui embaixo que reflete em cima, um paralelismo. Então, é impressionante que até para uma folha de grama crescer aqui na terra, ela precisa de uma bênção de Hashem que, um emissário irá trazer, para que esta folhinha viva e cresça. Esses são decretos permanentes, forças naturais, que permitem a existência de tudo tal como é em nosso mundo.

    Impressionante é que a Torá permite ao homem certas ações em nosso mundo, como as orações, os atos de bondade gratuítos e o cumprimento das Mitzvot, que podem mudar a nossa realidade, como por exemplo um pedido em oração a D-us para atender nossas necessidades, como parnassá, saúde, etc.

    Aí então é que, certos indivíduos, os denominados mágicos, magos, bruxas, etc, podem também através de certas práticas não sancionadas pela Torá, como a mistura de elementos incongruentes, ou algo que não seja permitido por Hashem, de criarem através dessas ações, algo “novo”, “híbrido”, que possa influenciar no alto (algum intermediário) e trazer uma mudança ou alteração, sempre temporária, de uma força natural estabelecida por D-us, que D-us não permita. Por exemplo o alcançar do desejo egoísta de alguém que envolva Tumá, impureza e por conseguinte gere o mal, ou prejudique uma pessoa.

    Porém, o Mestre nos ensina que, aquele que anda em retidão com Hashem, cumprindo suas Mitzvot, fazendo atos de bondade, e tudo que o aproxima de D-us, com sinceridade e constância, é protegido dessas aberrações feitas por essas pessoas..

    Uma vez mais agradeço ao Rabi Avraham, por esta aula, a respeito desse assunto tão presente nesse mundo hostil e egoísta em que vivemos, sendo de suma importância nos livrar de toda e qualquer coisa que nos afaste de D-us e que por conseguinte possa gerar brechas em nossa blindagem protetora da atuação de pessoas que façam uso ou exerça essas práticas nefastas, que D-us não permita.

    Shalom e tudo de bom!

    Respeitosamente,

    Robson Cleber Garcia da Silva

  2. Shalom Rabino Avraham, peço permissão para postar breve comentário sobre esse Shiur extraordinário.

    “Não é preciso enfatizar o caráter perverso de tais práticas e as consequências nocivas para os usuários e o mundo, pois embora as misturas incongruentes possam agradar as mentes não retificada, em tempo elas sucumbem dado não haver paralelo com o desejo do Criador no alto; isso pega de surpresa e arrastando para baixo os seus operadores do oculto e beneficiários mais próximos. Como está escrito no Salmo 7:15 ͞”Eis que ele concebe iniquidade, está prenhe de tramas maléficas, e gera falsidade͟” e 7:16 ͞”Ele cava um poço, cava-o profundamente, somente para cair em sua própria armadilha͟.” Essa armadilha é feita para lograr o ͞pobre͟, isto é, aquele que não conhece Torá e que não vive, portanto, uma vida reta: que é a verdadeira proteção contra essas influências”

    Grato pela oportunidade,

    Tudo de Bom.

    Carlos Bengio.

  3. Shalom Rabino Avraham e amigos que estudam neste Portal Santo. Permita-me fazer um humilde comentário sobre esta aula.

    Graças a D-us temos uma aula tão esclarecedora sobre um assunto tão importante que é sobre a ação de mágicos, bruxas, etc, no mundo que vivemos.
    Muitos podem pensar que estes agentes fossem apenas personagens que se vêem em histórias de filmes, ou um modo de vida “alternativo” de pessoas que se dizem bruxos, mas na verdade o que compreendemos nesta aula é que, existem pessoas com conhecimentos ocultos para manipular a realidade neste mundo ainda que muitos possam imaginar que isso é apenas lenda, folclore ou algo inofensivo. Porém, temos aqui uma informação preciosa de que existem sim estes agentes que, de forma não sancionada pela Torá, podem alterar a governança das leis naturais dos Céus através de uma suspensão do curso natural de como as coisas devem ser, através de misturas indevidas que originam forças, aberrações, as quais podem causar estas alterações da realidade para atender na maioria das vezes interesses egoístas e nefastos. O importante também foi aprender que graças a D-us estas alterações são temporárias, pois sempre a vontade de Hashem na ordem natural das coisas vai continuar.

    Outro ponto importante que o Mestre nos aclara é que, aqueles que estão conectados de fato com Hashem, de acordo com a Torá, como atos de bondade, orações, vigilância em suas práticas, etc, são protegidos contra a ação desses agentes pois, certamente Hashem está acima de todas estas forças intermediárias.

    Agradeço ao Rabino Avraham pelos ensinamentos práticos que têm mudado nossas vidas para o caminho de retidão e de bênçãos.

    Shalom e tudo de bom.

    Respeitosamente,
    Robson Cleber

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s