3 pensamentos sobre “VAYETSÊ 5772

  1. Shalom Rabino Avraham e amigos da comunidade. Peço permissão para fazer um comentário do meu pequeno entendimento sobre o vídeo VAYETSÊ 5772: https://beitarizal.org.br/2013/03/07/vayetse-5772/.

    O Mestre nos informa no início do shiur que esta Parashá nos traz as experiências do nosso Grande Patriarca Yaacov. Em seguida nos relata que atualmente muitas nações estudam a Torá escrita, como se a mesma fosse deles, o que não é o caso. Porém o que essas nações não sabem, ou não tem interesse em saber, é que o povo de Israel possui também a Torá Oral, que ao longo dos anos, manteve-se segura e exclusiva do Povo Judeu (com os Sábios de Israel, Rabinos Ortodoxos, Cabalistas).

    A Torá Oral que foi recebida no Monte Sinai por Moshe, segundo meu pequeno compreendimento é a explicação oficial e legítima da Torá escrita. Em meu humilde entendimento acredito que uma seja o complemento da outra, não tem como compreender verdadeiramente a Torá escrita sem os ensinamentos contidos na Torá Oral.
    O Rabino então nos diz que na Torá Oral existem muitos segredos, não apenas sobre o entendimento das coisas, mas também sobre as verdades espirituais.

    Em seguida o Mestre nos conta quem são os Cabalistas de verdade, nos trazendo algumas características que esses Grandes Mestres possuem e também fala a respeito da linguagem dos Cabalistas, sendo a mesma normalmente codificada, encriptada e que não é possível para uma pessoa comum (com seu mínimo entendimento) ir simplesmente a uma livraria, adquirir um texto de Cabalá e achar que irá conseguir receber o entendimento verdadeiro e correto daquilo que ela esteja lendo (assumindo que o texto que a pessoa venha a ler seja legítimo, não infectado pelo maremoto de textos absolutamente incoerentes com a Torá). O Rabino então nos traz que somente uma pessoa que tenha conhecimento nessa literatura e entendimento judaico poderia guiar outra pessoa, uma tradição que funciona dessa maneira a milênios, como nos traz o Mestre.

    Em meu pequeno entendimento, o simples fato dessa literatura estar “disponível”, muitas vezes, não garante nada sobre a veracidade da fonte e condições de realmente ensinar algo. O Mestre então nos traz o significado da palavra Cabalá que é receber em hebraico, e nos diz que somente uma pessoa que recebeu ela mesma diretamente de outra que a ofereceu de um modo qualificado poderia então aprender alguma coisa e essa qualificação deveria vir de um cabalista verdadeiro.

    O Mestre nos conta então sobre o que tem acontecido, e como alguns judeus não observantes da Torá ( e também não judeus) tem se enganado constantemente ao seguir esses “Mestres” de Cabalá ou cabala, como eles mesmos falam (erroneamente), absolutamente cegos. O Mestre então acrescenta que uma pessoa só poderá se tornar um Cabalista se ele for treinado (isso demanda muito esforço e estudo aprofundado, cumprimento das leis,…) e se tornar um expert em todas as áreas do judaísmo, completamente observante da lei Judaica de acordo com o código de lei Judaico e receber os assuntos da Cabalá de uma fonte Rabínica/Cabalística autêntica.

    O Rabino então cita que o Arizal e outros Grandes Mestres sempre ensinaram que o conhecimento de Cabalá (O Sod, o lado místico da Torá) não chega da mesma maneira que o estudo do Talmud chega (Exclusivamente do Povo Judeu, pois, para os não Judeus é proibido o estudo do Talmud) e acrescenta que o judeu estuda o Talmud de um processo racional, um aprendizado analítico, e o conhecimento Cabalístico provém de algo diferente,com meu parco entendimento pude compreender que o conhecimento Cabalístico não provém somente do lado racional, mas também e principalmente de uma vida santificada de acordo com as Leis de D-us, que o Cabalista decide assim viver. Muito diferente dos falsos cabalistas que “ensinam” por aí, que não vivem uma vida santificada de acordo com as Leis, porém vivem da maneira que querem atendendo aos seus próprios desejos.

    O Mestre então acrescenta que o trabalho de um Cabalista é tentar garantir que os seus alunos não somente aprendam as coisas certas mas que eles aprendam todas essas coisas também do modo certo, para que não aprendam as coisas certas do jeito errado.
    Pelo que pude humildemente compreender existem dois grupos diferentes, um é composto pelos verdadeiros Cabalistas, que vivem uma vida santificada, de acordo com as leis de D-us, observantes das leis divinas (Os filhos da Luz) e o outro grupo é composto pelos falsos cabalistas, que não vivem uma vida santificada e agem apenas conforme seus instintos e desejos e servem a um outro mestre(Os filhos da escuridão).

    O Rabino então nos ensina que um verdadeiro Cabalista procura ter uma vida santificada (com meditação, cumprimento das Mitsvot, dos mandamentos, …), buscando a aquisição de kedushá. E complementa que um verdadeiro Cabalista consegue distinguir entre o bem e o mal, não sendo possível enganá-lo. Por fim o Mestre nos conta que o Grande Patriarca Yaacov foi um arquétipo do Cabalista, de grande conhecimento em Lidar com o mal, pois nessa Parashá ele reconhece imediatamente as entidades com as quais ele está lidando, sendo um expert no reconhecimento da verdade, portanto impossível de enganá-lo.

    Agradeço ao Rabino por nos guiar no estudo dessa Parashá, compartilhando conosco essa maravilhosa mensagem.

    Fernanda Araújo.

  2. Pela Graça de D’us!

    Shalom Querido Mestre, Equipe e Alunos.

    Eis uma das aulas que me ajudaram, como um das nações, a rebaixar em certo grau meu ego e transformar a minha vida! A aula é tão intensa que a atmosfera espiritual se manifesta imediatamente, tentando de todas as formas atrapalhar o estudo!
    Que os não-judeus consigam receber a porção aqui contida para nós, se D’us quiser!

    Toda gratidão, saúde e paz ao nosso Mestre!

    • Shalom a todos e ao Sr.Rabino Avraham. Rabino, as aulas do sr. tem me ajudado muito principalmente neste mês de janeiro que e um período de provas em que participo de vários processos seletivos em Residencia multiprofissional de saúde. A ansiedade sempre foi um dos meus maiores desafios pois sempre fui boa aluna mas a ansiedade de provas me derrotaram. Através das aulas do sr. tenho aprendido que pessoas temente a D-us não devem ser ansiosas por coisas deste mundo e que tudo que vem do céu vem para o bem e que Deus é tudo e Tudo é Ele. Que Ele Seja Louvado.

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s