EXPELINDO O MAL

E está escrito: כי יביאך ה’ אלקיך אל-הארץ אשר-אתה בא-שמה לרשתה ונשל גוים-רבים מפניך החתי והגרגשי והאמרי והכנעני והפרזי והחוי והיבוסי שבעה גוים רבים ועצומים ממך Quando o Eterno, teu D-us, te levar à terra à qual tu vais para herdá-la, e lançar fora muitas nações de diante de ti – o Hitêu, o Guirgashêu, o Emorêu, o Cananêu, o Perisêu, o Hivêu e o Jebusêu, 7 nações numerosas e mais fortes do que tu” (Devarim 7:1, Va’etchanan). E sobre este verso, ensinou o Ba’al Shem Tov: “Quando tentado a cometer um pecado, que D-us não permita, recite os passukim/versos do pecado em questão. Cantem eles com suas entonações e pontuações, com temor e amor a D-us, e a tentação o deixará. Quando tentado por um traço negativo, que D-us não permita, recite com toda a sua força, com temor e amor a D-us, os nomes das seis nações, um após o outro” (Tzava’at Harivash 13).

Sete nações habitavam a Terra de Israel antes do Povo Judeu lá chegar. Elas eram moralmente corruptas e foram expelidas como trazido na santa parashá Va’etchanan. E como tudo que existe na kedusha/santidade tem contrapartida na tumah/impureza, estas nações misticamente representam as sete midót/características da personalidade da sitra achra/o lado do mal relativas as sete midót da kedusha. Com perplexidade vemos que o Ba’al Shem Tov ensina no seu texto somente sobre seis das nações, mas não sete. De fato, os Guirgashêus são de certa forma excluídos, apenas porque eles fugiram covardemente da terra santa antes que o Povo de Israel os expelisse. Misticamente, eles representam a sefirah de malchut da sitra achra, o último dos atributos de caráter. Como malchut recebe “tudo de cima” e age como um filtro espiritual das sefirót, a correção das seis sefirot da sitra achra relativas às seis nações mencionadas pelo Ba’al Shem Tov implica “automaticamente” na correção do nível final de malchut. Portanto, temos sim sete nações no total que representam os sete traços arquétipos negativos das nações do mundo. E a guemátria absoluta das sete nações como citado na parashá, החתי והגרגשי והאמרי והכנעני והפרזי והחוי והיבוסי “o Hitêu, o Guirgashêu, o Emorêu, o Cananêu, o Perisêu, o Hivêu e o Jebusêu” é igual a 1865, sendo este o mesmo exato valor numérico do passúk/verso que alerta o Povo de Israel para não ter contato ou aliança com estes povos completamente impuros: לא-תכרת להם ולאלהיהם ברית “Nem com eles nem com seus deuses farás alianças” (Shemot 23:32). Além disso, a Torá ensina que a base do mundo são as 70 nações que vieram de Nôach (Bereshit Rabah 39:11 etc.), sem contar o Povo de Israel que foi afinal formado somente no Êxodo do Egito. E o sofêi tavót/letras finais das sete nações arquétipas do mal que aparecem na parashá são sete letras yud, e que tendo valor numérico de 10 cada um, implica, portanto, no total numérico de 70. As conclusões sobre isso são evidentes aos iniciados.

 tzedakah

4 pensamentos sobre “EXPELINDO O MAL

  1. Caro e estimado Rabino Avraham Chachamovits, muito obrigado pelo ensinamento, graças a D’us estamos recebendo isto, meu coração encheu de luz, B”H. Na website da Beit Arizal, vi no ‘sobre’ uma nova fotografia do Rabino Avraham Chachamovits, bom ver o senhor muito bem, graças a D’us, e é uma grande inspiração no serviço ao Eterno. Shalom!

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s