2 pensamentos sobre “TOLEDOT: “IDENTIFICANDO O INIMIGO”

  1. Shalom caro Rabino Avraham e amigos do Beit Arizal,

    Peço a licença do Rabino Avraham e dos amigos para comentar o shiur:

    Entendo que o shiur mostra quão singular é a função do homem no universo, pois somente ele pode unir o físico ao espiritual e fazer a paz entre esses dois aspectos da criação, para isso o homem precisa aprender o que é o bem absoluto pela Torá somente, e assim saber também como identificar o mal de forma precisa chamando-o pelo seu nome exato, algo cada vez mais raro hoje em dia quando as racionalizações levam multidões a abraçarem o mal como bem e rejeitarem o bem como sendo mal, que D-us nos livre.

    Por isso sinto muito temor ao lidar com coisas mundanas, tratar assuntos com pessoas seculares, etc.; é uma tensão constante, rezo á D-us para me dar mais sabedoria e coragem para não inverter os valores da Torá e saber rejeitar o mal quando ele se apresenta de forma sedutora e perigosa, pois é muito sério saber que se eu me afasto um passo da verdade ela se afasta dois passos de mim, que D-us não permita. Preciso estar muito atento para não me acostumar com o mal, é preciso se estremecer diante dele por temor á D-us somente, sabendo que a leniência com o mal pode atingir um nível fatal impedindo o homem completamente de se retificar, que D-us não permita. Agradeço á D-us por esse shiur que tanto me alerta, tudo de bom caro Mestre Rabino Avraham e amigos.

    Respeitosamente, Emerson

  2. Shalom Rabino Avraham, permita-me expor em alguma linhas entendimentos que me são revelados ao estudar esta preciosa aula.

    Neste estudo o senhor nos apresenta a passagem onde o Patriarca Yitzchak, vê em seu filho Essav, o próprio guehinom, onde a perversidade e impurezas que o acompanhavam fez o Patriarca tremar de temor e apreensão diante do que lhes foi apresentado.

    “identificação do mal, você acredita no mal, você acha que pode reconhecê-lo?”

    Compreendo como alerta para o perigo que corremos a todo instante e nos apresenta possibilidade de reconhecê-lo através do desenvolver sensos perceptivos que identificaram, de modo que possamos desviar destas tentativas abundantes em nosso meio, entendo que este desenvolver de sensibilidades que pode prevenir, não somente dar-se-á com os olhos da carne, mas sim pelo aspecto espiritual que poderá transmitir ao corpo algum sinal que deveram ser entendido como um alerta, as vezes ouvimos falar de um ‘tremor ou calafrio’ diante de situações de medo ou em lugares escuros, pois como nos é ensinado somos preservados pelo Criador (Bendito Seja), de visualizarmos miríades de seres que atuam neste plano, porem em dimensões diferentes portanto ocultas a nossa visão.

    Entendo que isso ocorre quando desviamos o nosso pensamento/foco das coisas sancionadas e retas, quando negligenciamos os ensinamentos que dizem não faça isso porque pode gerar aquilo etc… ou quando não fazemos o que deve ser feito para nosso bem e dos que nos cercam, certamente precisamos estar preparados para dar o exemplo dentro de nosso lar ou sociedade onde vivemos, nos é ensinado que a hipocrisia representa um aspecto do mal que tende levar o sujeito ao caos com suas contradições, representações e hobbys, é preciso saber identificar estas pessoas ou atitudes desta e outras naturezas que representam o mal e dizer não, não quero ouvir isso, não posso andar com tal pessoa, aquilo é mal aos olhos do Criador, é preciso ter força e coragem para encará-lo de frente sem subestimá-lo, “é preciso ser astuto com o mal” oferecendo a ele algumas migalhas que lhes são de direito enquanto ocultamos o principal. Aqui faço referencia a uma frase do Mestre que diz “o segredo esta no segredo” entendo que precisamos ser prudentes em não revelar, abrir nossas intimidades a pessoas mesmo que aparentemente amigas e gentis, pois não sabemos o interior/pensamentos de cada individuo, então é preciso ser sábio e proteger-se no oculto.

    O Rabino os revela que o mal tenta incessantemente atingir o homem (que D-us não permita) no local que é preparado o recipiente das benção de D-us designadas para ele, que o mal tenta destruir a base da estabilidade do homem neste mundo que é a PAZ, somos ensinados e desejo que todos vivencie aspectos de paz dentro de seus lares e convívios “onde existe as Paz, o mal não prospera, ele fica de fora”, entendo que quando adquirido o aspecto de paz dentro de nossos corações precisamos ser diligentes no ‘cultivar e guardar os jardins’ que acredito reapresentar a paz em nosso meio, pois entendo que fomos criados para exercer este atributo e prosperar dentro destes preceitos, desenvolvendo e elevando pensamentos puros buscando níveis cada vez mais altos de entendimento que D-us permita, entendo que este é o aperfeiçoar da Criação, o melhorar de nos mesmos, interiorizando as Leis e ordenanças do Divino Um, em nossos pensamentos e ações, e assim auxiliar o Bnei Israel no grande processo de preparação deste mundo para a vinda do Único e Verdadeiro Mashiach, que D-us nos ajude a permanecer sempre retos neste propósito.

    Obrigado por tudo rabino, mais uma vez compreendo os acontecimentos destes dias com cada palavra do senhor aqui.

    Edson Bertoldo

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s