ATALHOS ESPIRITUAIS

Nesta aula vital para o crescimento espiritual legítimo, o Rabino Avraham Chachamovits usa o exemplo de Kôrach (Números 16) como o arquétipo dos graves erros das pessoas – hoje em dia mais do que nunca – que buscam a espiritualidade, mas de modo equivocado, distorcido, e em último instância, prejudicial. O foco da aula é que não existem atalhos espirituais. Esta é uma aula que certamente ajudará no preparo real para a era do único e verdadeiro Mashiach, em breve amém. (Hinêni, Chazán/Cantor Ya’akov Yoseph Stark).

https://www.box.com/shared/static/pkm2feh9sitktbn1ixe7.mp3 

tzedakah

3 pensamentos sobre “ATALHOS ESPIRITUAIS

  1. Shalom Rabino Avraham e a todos que frequentam este espaço santo de estudos de Torá. Peço a permissão para fazer um humilde comentário acerca dessa aula.

    Graças a D-us por mais este ensino valioso do Rabino Avraham. Humildemente compreendi e reforcei mais uma vez este aprendizado que, para chegar ao êxito de crescer espiritualmente necessário se faz uma retificação que é a nossa missão nesta vida, neste mundo. Certamente devemos procurar corrigir as nossas deficiências através do conhecimento, da Sabedoria Divina que é a Torá e também dos ensinamentos dos sábios e de nosso Mestre de Torá. Somente assim poderemos iluminar nossas mentes para saber o que realmente necessitamos retificar e o principal: como fazê-lo.

    O Rabino Avraham nos ensina sempre que a humildade, o esforço em estudar Torá com consistência, os atos de bondade e o cumprimento de nossas Mitzvot, trazem este crescimento e, se D-us quiser, a possibilidade de moldarmos nossas emoções, nossas vontades alinhando-as com a Vontade do Eterno Sagrado Um Abençoado seja Ele.

    É importante notar que não existem atalhos espirituais para que esse objetivo seja alcançado; ou seja, não há encurtamento do caminho ou do tempo para isso, pelo contrário, o tempo e o caminho pertencem a D-us e não aos homens. No mundo secular é muito comum as pessoas serem imediatistas em alcançarem seus objetivos em suas vidas cotidianas, suas necessidades, através da “lei do mínimo esforço” do “jeitinho”, mas para o crescimento espiritual verdadeiro isso não existe. Os desígnios de Hashem, do D-us Único sempre passará pelo mérito, pela obediência, pela humildade, pelo amor verdadeiro em fazer a Vontade Divina que está na Torá.

    Agradeço ao Rabino Avraham por mais esta aula importantíssima para nossa evolução no processo de retificação e crescimento espiritual. Que todos nós possamos aprender, compreender e agir de maneira alinhada com a Torá até que venha o Único e verdadeiro Mashiach para completar toda a retificação neste mundo e que isso seja muito em breve ainda em nossos dias, Amém.

    Shalom e tudo de bom.

    Respeitosamente,
    Robson Cleber

  2. Shalom !!
    De modo mui respeitoso peço humildemente licença ao Mestre Rabino Avraham e amigos para minimamente compartilhar o compreendi acerca dessa maravilhosa aula da Parashá de Corach.
    A Parashá de Corach, na minha limitada compreensão é uma parashá complexa e ao mesmo tempo dolorida, dado ao embate e ambições de alguns personagens envolvidos, a saber Corach e seus pares.
    Confesso que fiquei espantado porque mesmo depois de tantos milagres e coisas grandiosas que Hashém fez pelo povo, ainda haviam pessoas dispostas a discutir com Moshe Rabeinu por questões de foro pessoal e em nada coletivos (Bnei Israel) e muito menos santos.
    Me impacta por demais pois a geração do deserto vivenciou tantos milagres, que o nível espiritual deles eu aqui nem ousaria imaginar, mas como poderiam ainda alguns ter uma inclinação dessas? Sucumbir a desejos tão baixos como a inveja?”
    De um lado Moshê Rabeinu que tudo fez por absoluta ordem divina, e ainda sim, ele próprio fez questão de mostrar ao povo ao dizer de forma humilde: “nunca peguei nada de vocês”.
    Por outro, Corach defendia uma “igualdade estranha” a kedushá, a de aspirar cargos a eles indevidos, de querer igualar a tudo e todos no mesmo nivel sem contudo estarem preparados para tal, em outras palavras, o que Corach queria mesmo é um atalho para um serviço/destino que NÃO era para ele preparado por Hashém e muito menos queria passar pelo devido processo que todos devemos passar sem excessão.
    Pra finalizar, interiorizo que Corach não entendeu, não aceitoou e não se submeteu a vontade divina e dessa forma tentou na força, na zombaria, no atalho, trilhar pelo caminho errado, tomar aquilo que não era a ele destinado nem a seus homens e assim foram engolido pela terra.
    Internalizo amigos que Hashém dá a cada um de nós o seu exato quinhão segundo o mérito de cada um, e tudo é pro bem, não devo buscar por atalhos espirituais que certamente me serão danosos, senão mortais para a minha alma. Obrigado Mestre por cuidar da minha alma em trazer um shiur tão precioso para todo nós. Gratidão !!!
    Esse foi o meu minimo comentário
    Perdão por algum erro cometido
    Shalom e tudo de bom.
    Fabricio Ezra Capelletti

  3. Shalom Mestre e colegas,

    Peço licença para trazer meu humilde comentário e entendimento dessa preciosa Parasha Corach que traz enormes ensinamentos.

    Como remete o título da aula “atalhos espirituais” o Rabino elucida através da história de Corach que era o líder dos levitas que apesar de ser um perverso ele teve uma virtude de ascenção que devemos explorar em nossa jornada espiritual, que é de almejar buscar crescimento no nosso status espiritual . Porém o erro de Corach foi se utilizar de atalhos e meios corruptos para alcançar o cargo de Cohen Gadol.
    A lição que aprendo através desse estudo é que não há atalhos para o crescimento espiritual, não existe jeitinho e artimanhas para se ascender verdadeiramente em sua jornada espiritual. É necessário agir com humildade, retificação de caráter, atos de bondade, estudo diários e constantes. As nações estão acostumadas a buscar atalhos para tudo em suas vidas e não é diferente nas questões que envolvem práticas espirituais, as pessoas estão acostumadas a se apoiar em idolatria e atalhos que são meras ilusões e de nada ajudam a pessoa no seu processo evolutivo e retificações necessárias para um verdadeiro tikkun.
    Só existe um único caminho verdadeiro que é através da Torá e suas mitsvot. Esse caminho exige paciência, constância e humildade. Eu como um aspirante a noetico necessito internalizar tudo que aprendo a cada estudo e aplicar em minha vida diária para que dessa forma consiga romper as klipot que tentam me prender na minha condição atual. Eu não posso me conformar em continuar no mesmo estado que me encontrava ontem, preciso lutar para estar sempre subindo um degrau por dia na minha jornada espiritual com as ferramentas de Torá que estão ao meu dispor através dos estudos que aqui realizo no Beitarizal.

    Muito obrigado

    Tudo de bom
    Thiago

AVISO: COMENTÁRIOS NÃO SERÃO RESPONDIDOS

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s