CAMINHOS DE RETIDÃO

As Sete Leis de Noé demonstram como o D-us todo poderoso tem regras e leis para todos os seres humanos e que Ele ama a todos. Ele não deixa ninguém, Judeu ou não-Judeu sem liderança. Para o não-Judeu, Ele deu os Sete Mandamentos. O grande codificador da Lei Judaica, o Maimônides, afirma que “Quem quer que dentro das Nações cumpra os Sete Mandamentos para servir a D-us pertence aos Justos entre as Nações, e tem sua porção no Mundo Vindouro”. Apesar de existirem muitas razões para um não-Judeu cumprir as Leis de Noé – pois a pessoa percebe que elas são pilares da moralidade e apelam a seu intelecto ou senso de justiça – para se tornar um Ben Nôach (Filho de Noé), ele precisa, essencialmente, seguir estas leis e suas ramificações, pois ele reconhece que elas foram reveladas por D-us (Hashem) através de Moisés aos filhos de Israel no Monte Sinai.

Nesta introdução inovadora, o Rabino Avraham Chachamovits ilumina e estabelece os parâmetros para um não-Judeu se ligar à Torá. De modo forte e inspirador, esta lição deixa claro a estrutura moral, filosófica, e espiritual para que os B’nei Nôach cresçam espiritualmente, desenvolvam sua consciência sobre as verdades espirituais, e ajudem os Judeus na vital missão de apressar a revelação do único e verdadeiro Mashiach, muito em breve em nossos dias, amém.

tzedakah