5 pensamentos sobre “NITSAVIM-VAYÊLECH 5771

  1. Shalom Rabino Avraham, boa noite.

    Apesar de nossa visão turva é preciso sempre lembrar que: “Todos vós que estais hoje presentes diante do Eterno, vosso D-us”. Há tempos em que para nós isto é muito difícil, principalmente agora que nos aproximamos de um tempo, que como explica o Mestre, é um tempo de julgamentos, um tempo em que necessitamos dobrar a vigilância, assim penso.

    O Mestre nos fala de maneira contundente sobre as pessoas que estão envolta na materialidade do mundo secular, onde agem de forma desprezível com a santidade, não dando importância nem querendo saber dos assuntos que transgridem as Leis do Criador, entendo que estas pessoas agem de maneira a ignorar, como se “virassem as costas para D-us” e se esquecessem que Ele está presente o tempo todo, como sendo o único ser que existe podendo nos dar uma medida de existência. No meio mundano, não temendo os pecados, não percebem a grandiosidade das obras do Criador que a tudo ilumina. Nos seus trabalhos a maioria confundem prosperidade com dinheiro, lembro-me então de uma frase que o Mestre nos exorta em outra aula…”Ele te aflige, você esperneia, tudo para que você lembre que não é o teu emprego que te sustenta, é Ele quem te retorna o fôlego a cada manhã, que te proporciona o alimento de cada dia, e que se for da vontade Dele remover tudo isso para que você tenha que se voltar a Ele em clemência”.

    Entendo através das aulas e explicações do Mestre que o nosso trabalho de elevação espiritual precisa ser constante e por uma vida inteira, tendo que desenvolver um senso perceptivo para o auto policiamento durante cada passo, imagino que este senso perceptivo pode acusar os perigos eminentes a nossa volta, bem como aprimorar (através das orações dos Salmos), os pensamentos positivos sobre os acontecimentos, sempre julgando para o bem, envolto de agradecimentos. Digo isso porque em minha pequenez tive muitas surpresas, ao pensar que estava tudo bem, é exatamente neste ponto que somos sujeitos a transgredir em nossas próprias avaliações e percepções, causando terríveis quedas que D-us não permita. O Mestre continua a nos explicar que o Criador proporciona diversas forma de nos “abordar” nos chamando para que atentamos para Sua Luz, mas quando não atendemos e somos relutantes a acreditar que tudo é Ele, somos então tocados de forma inusitada para que mais uma vez tenhamos a oportunidade de arrependimento profundo, para que aceitemos a teshuvá e as Leis, e para que as nações entendam que o S-nhor é D-us.

    Em outro grau, percebo em minha vida, o quanto é fundamental um compromisso sincero, união de mente e coração de um casal. Pois assim como nós precisamos ter “atenção”, atender este chamado de Hashem para que façamos o correto, assim também precisamos nos focar em criar um ambiente tranqüilo para influência Divina, para que possamos desenvolver e ter algum grau de intuição e assim guiar nossas vidas, família, e nosso grupo social, que aqui pertencemos. E por que não tentar influenciar a outros, desde que nos parâmetros pré definidos nos ensinamentos do Mestre? Penso que assim estamos além de optando pelo bem, possibilitando dele se expandir. Pois tudo é afetado através de nossas ações. Aqui ou do outro lado do mundo, como ensina o Mestre, às vezes os efeitos são macrocósmicos. Que Hashem nos guie sempre para efeitos positivos e sublimes, amém.

    O Mestre traz também aqui exemplos da dinâmica constante que o criador rege sobre as leis e formas de aproximação com a Santidade, sendo estas formas algo que demanda total arrependimento dos pecados e uma grandiosa força de vontade e fé. Falando por mim mesmo os obstáculos são o lado escuro que se opõe por ordem Divina para que sobrepuje-os, sendo este obstáculo uma klipá, que lutará por sua presa durante toda vida no corpo físico. Uma luta constante, presente em maior ou menor grau todos os dias de nossas vidas, então volto a mencionar que ao desenvolver o censo perceptivo poderemos analisar nosso caminho e perceber que é um “campo minado” e somente com a sabedoria advindas de uma fonte Única e Santa, Graças a D-us nos foi dada esta oportunidade de nos afastar do mal, e assim permitir ser levado através do “… rio corrente, fonte de sabedoria …”. Aqui temos a oportunidade de retificar nosso caráter, com disciplina e humildade que são pilares da retidão, poderemos se D-us quiser, ajudar o Bnei Israel a preparar o mundo para a grade era, que subjugará o mal ainda em nossos dias.

    Agradeço mais uma vez ao Rabino Avraham, por possibilitar este oportunidade única.

    Edson Bertoldo

  2. Shalom Rabino Avraham Chachamovits,

    Permita-me um breve comentário sobre o presente shiur.

    Nesta exposição o Rabino Avraham Chachamovits fala da Parashat Nitsavim-Vayêlech. Trata-se de uma Parashat relevante frente ao fato de que antecede o Rosh Hashaná. Daí a importância da reflexão, arrependimento e busca de ações corretas. Como ressalta o Mestre no início do shiur que “[…] o Zohar tá afirmando exatamente isso ‘Ai daqueles que desprezam da a glória de D’us, a sua Luz’ que são palavras bíblicas que precisam ser compreendidas como o assunto de elevação da sua consciência e conexão com Hashém de modo a seguir e caminhar com uma vida digna e reta, elevada e não baixa como um animal, mas sim como ser humano[…].”

    Ou seja, o shiur reforça o alerta necessário no período em que vivemos para que possamos voltarmos para dentro, nos libertarmos do egocentrismo valorizado por uma sociedade extremamente materialista como a que vivemos atualmente e no esforço para se lembrar de Hashém todos os dias e buscar uma real compreensão do que significa uma comunhão com D’us.

    Na obra do Mestre “A Bondade para Avraham – A luz da Cabalá para o ano todo” é ressaltada nesta parashat que a época de Mashiach é iminente, um período em que veremos o cumprimento da profecia no qual “[…] o exílio ‘se conduzirá até o abismo’, quer dizer de fato que durante ‘todos os dias novos decretos do mal são executados contra o mundo, e que mesmo antes que estes decretos sejam executados, outros mais novos são executados (…) [e assim] nos dias do Mashiach, as trevas dominarão, e como consequência, bestas destrutivas ao homem e doenças prevalecerão incontrolavelmente no mundo, eventos do mal serão constantemente renovados, e Ysrael viverá em grande tribulação […]” (CHACHAMOVITS; A Bondade para Avraham; pág. 475).

    Daí o fato do presente shiur afirmar a necessária admoestação para que todos acordem e aumentem o seu temor a Hashém.

    Obrigado pela aula.

    Tudo de bom!

    Davi Niemann Ottoni

  3. Shalom Rabino Avraham e amigos que frequentam este Portal de ensinamentos Santos. Peço permissão para postar um humilde comentário sobre este “shiur” (aula).

    A compreensão, ou “cair da ficha”, de que toda pessoa está sempre diante de D-us todos os momentos de sua vida, causa-me espanto e temor a D-us (pelo menos assim deveria ser para a maioria). Porque não importa nossa situação sempre há um olho que tudo dê e um livro onde tudo é anotado a respeito de nossas ações que correspondem diretamente às nossas escolhas nesta vida.

    Tantas vezes nos portamos com temor diante de pessoas importantes em nosso convívio como um chefe no serviço, uma autoridade fiscalizadora, etc, etc, tanto mais deveríamos temer ao Criador, ao “Ribono shel Olam”, o Mestre do Universo, que é o único D-us que nos dá a graça de poder sermos almas viventes.

    A Ele pertence os mistérios desse mundo e de todos os outros, e a nós cabe vivermos para conhecê-Lo através de nosso “avodat Hashem” esforço em estudar Torá com compromisso sério e verdadeiro, cumprir nossas “Mitsvot” e praticar atos de bondade, para que, em tendo uma vida genuinamente voltada para o arrependimento e vontade santa e prática de se elevar, dizendo não para as influências da “sitra achra” e assim, se D-us quiser, conseguir ajuda dos Céus para se retificar e retificar o mundo.

    Vivemos um período propício para fazermos uma auto avaliação sincera e verificar se nossos atos estão correspondendo aos ensinamentos Santos que recebemos de nosso nesse portal Santo de Estudos de Torá. Não basta saber que é preciso melhorar, não basta querer melhorar, não basta saber a teoria dos ensinamentos. É preciso ter coragem de mudar e de falar não para o nosso próprio egoísmo e ter compromisso por obrigação auto imposta, porque se esperarmos a “situação ideal”, o “momento certo”, se dando “tapinhas nas costas” e ouvindo as desculpas que nosso raciocínio mental quer nos “justificar”, nunca chegaremos a praticar nada nesta curta vida em que passamos aqui. É preciso esforço; e esforço é sinônimo de desconforto, mas quando feito temos crescimento espiritual exponencial como ensina o Mestre.

    Agradeço a oportunidade de estudar esta aula preciosa e expor este humilde comentário.

    Tudo de bom.

    Respeitosamente,

    Robson Cleber

  4. Shalom Rav e amigos,

    O estudo dessa aula foi extremamente impactante na minha vida. O Rabino é explícito no recado, Hashem é tudo, sublinha a tudo e todos deveriam ter consciência do Divino a todo instante. O temor aos Céus deve ser constante, como diz o salmo ” Consciente estou sempre da presença do Eterno”.
    O Rabino nos ensina que uma das formas de Hashem nos atrair para uma vida espiritual é através dos obstáculos, por vezes através de uma forma dolorida é que somente a pessoa vai se voltar a D’us e assim clamar por ajuda. Não basta amar a D’us, é preciso repudiar o mal, que é nosso egocentrismo, o foco somente em si, o materialismo cega nossa consciência sobre o Divino e nos afasta dos caminhos santos.
    Neste ano, curiosamente, toda humanidade está sendo afetada através dessa praga do Coronavirus que causou obstáculos para todos em vários aspectos, da saúde física ao sustento, da saúde mental aos medos diversos, talvez muitos pela primeira vez de fato puderam ter a oportunidade de se ligar a D’us de uma nova forma que jamais haviam conseguido anteriormente. Como ensinado nessa aula, tudo é Hashem, inclusive os obstáculos e pragas são permitidas pelos Céus para permitir que o homem tenha a oportunidade de clamar a D’us por ajuda. Que aproveitemos esses tempos de turbulência e vésperas de Rosh Hashana para ampliarmos nossa consciência sobre o Divino, nossos atos e possamos fazer atos de bondade como nunca antes, pois a oportunidade de fazer o bem é agora e não amanhã.
    Que sejamos inscritos no livro da vida e tenhamos um bom e doce ano.

    Shana Tova, umetuka.

    Thiago

  5. Shalom Mestre Rabino Avraham e a todos os amigos que aqui buscam a sabedoria da Torá. Peço humildemente a vossa permissão para aqui postar um minimo comentário acerca desta magnifica aula.
    Uma Impactante e maravilhosa aula do nosso Mestre que em todo tempo e a toda hora nos exorta e nos alerta em suas aulas a termos o devido cuidado acerca da materialidade do mundo secular, onde as pessoas elas agem de forma completamente desprezível e completamente antagônica para com a santidade, não dando importância nem sequer querendo saber dos assuntos que transgridem as Leis de Hashém.
    Fico impactado acerca deste tema e da minha pequenez diante da clareza que o Mestre nos ensina de que se a materialidade ela não for colocada no seu devido lugar ela nos será enganosa, sedutora, a niveis inimagináveis, fazendo com que nos percamos por assim dizer… Eu minimamente compreendo que a Santidade e Materialidade são coisas completamente antagônicas e como em tudo na vida temos que encontrar um justo e santo equilibrio acerca deste assunto.
    Essa é uma luta constante, presente em maior ou menor grau todos os dias da minha existência por aqui neste mundo, o mundo da ação. Aqui aprendo que tenho a oportunidade de retificar o caráter, com disciplina e humildade que são pilares da retidão, e assim poder se D-us quiser, auxiliar ao Bnei Israel, com em uma sociendade, a preparar este mundo para vinda do único e verdadeiro Mashiach.
    Amén
    Este foi o meu mínimo comentário
    Shalom e muito obrigado Mestre
    Fabricio Capelletti

Deixe uma resposta para Edson Bertoldo Cancelar resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s